Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo Mensagem [Página 1 de 1]

1 [Pirata] Marcus Steel em Sex Jan 31, 2014 12:47 am

avatar
MasterCrash
Hyper Animanger
Hyper Animanger

Informação Geral:

Spoiler:


Nome:Marcus Steel

Raça/Clã: Pirata

Idade: 17

Sexo:Muito Masculino

Descrição Física: Marcus é um rapaz loiro de cabelo curto espigado e despenteado. Naturalmente tem um dente saído no canto da boca, mas a sua característica mais interessante são os seus olhos puro vermelhos, mesmo a pupila.
Marcus anda sempre com roupa preta e nunca tira o seu casaco com o M gigante atrás. É a sua posse mais valiosa, e ele tem quase sempre o capuz posto.


Descrição Psicológica:Marcus é um miúdo difícil, face ao que sofreu ao crescer. Ele é um pouco introvertido, não se ri muito, e reclama muito com quem lhe disturba a paz. Mas mesmo assim é leal e muito raramente parte em porrada. Falando com ele é fácil de perceber que ele é inteligente e calmo, e gosta do seu tempo a sós, mas graças a isso também é uma pessoa que se sente sozinha muito frequentemente.
O pior é que ele não se parece são, é fácil encontra-lo a olhar para o nada como se visse algo atrás dele ou mesmo a falar sozinho.


Biografia:
A minha história? Querem mesmo saber? Bem, então eu conto-vos, por que hoje estou de bom humor, e não tenho muito mais que fazer.
Poucas memórias tenho dos meus pais, e dessas poucas, algumas gostaria de apagar completamente. A minha mãe tinha uns olhos... diferentes. Ela via normalmente com eles, e tirando o sangrar que algumas vezes acontecia, pareciam olhos nada especiais, apenas com um visual bonito. Todos vermelhos, incluindo a pupila. Eu cresci com eles e nunca os achei estranhos, mas reparei que eram únicos. Hoje sei porquê, mas na altura não liguei muito a isso.
Assim vivi até um dia a minha mãe se passar. E eu não falo de se ter chateado ou algo do género. Não! Havia algo a viver dentro dela, algo horrível, assustador, algo impossível. Um monstro que se apoderou dela e a tornou numa criatura completamente negra, uma criatura que era tudo menos a minha mãe. Essa criatura atacou o meu pai e ia-me atacar a mim, felizmente criaturas dessas não andam pelas ruas sem causarem atenção e não muito tempo depois já os marines estavam a disparar contra ela. E foi assim que vi a minha mãe morrer, com apenas 8 anos. E para ter a certeza que não me esqueceria, nesse dia recebi uma lembrança. Olhos vermelhos igualzinhos aos dela.
Por sorte fui adoptado pelos pais de uma amiga minha que tomaram conta de mim, mas eu nunca considerei Mariana como uma irmã. Sempre a considerei algo mais, e tenho a impressão que ela tinha a mesma opinião. Ora, isto durou alguns anos, anos que considero agora os mais felizes da minha vida, afinal Goat Island era das ilhas mais pacificas de East Blue. Durante esse tempo andamos muito pelos bosques, brincamos e crescemos juntos, o tempo passava, o mundo mudava, mas nós não queríamos saber. Vivíamos no nosso pequeno mundo, com um tempo que era também só nosso. Quando dei por nós já tinha-mos 17 anos, mas eu nunca lhe disse como me realmente sentia. Não era necessário para ser feliz, estávamos sempre juntos de qualquer das formas. Mas como tudo o que é bom na minha vida, isso estava destinado a acabar.
Tivemos nós azar, ou talvez tenha sido destino, algo decidido pelos Deuses anos antes de se realizar, mas o que é certo é que naquele dia decidimos visitar o bosque de Goat Island, algo que já não fazia-mos à alguns meses. Eu tinha vestido um casaco novo que ela tinha costurado só para mim, com um M vermelho atrás. Era engraçado, e prova do fruto do treino com a avó tinha servido para qualquer coisa. Ela tinha um colar vermelho em forma de lua que eu tinha feito. Não tinha nenhum significado especial, apenas gostava dele. Ao inicio tudo correu bem, estávamos a fazer uma corrida pelo bosque e eu já lhe tinha passado à muito. Ela conhecia o bosque bem, por isso não estava muito preocupado. Bem... ou pelo menos não estava até ouvir o seu grito ensurdecedor.
Eu corri para a fonte do som o mais rápido que alguma vez corri. O pânico, o medo, o nervosismo que senti enquanto corria parece que me aumentaram a força das pernas, mas não só, foi ai a primeira vez que sangrei dos olhos, tal como acontecia com a minha mãe.
Quando finalmente encontrei Mariana vi que ela não estava sozinha, ao lado dela estavam um bando de piratas. Era um bando pequeno, cinco, talvez seis gajos, mas mais que suficientes para nos matar e roubar o que tínhamos. Eles ainda não me tinham visto, e eu podia fugir, mas isso envolvia deixar Mariana sozinha, e eu não iria fazer isso... Não podia! Mas... como haveria de a ajudar? Ali estava eu, paralisado enquanto o amor da minha vida era roubado, e talvez morto ou violado. Sem nada fazer. Sentia-me inútil, desgraçado, odiava-me profundamente... E foi ai que o ouvi. "Mata-os" dizia a voz. "Tu consegues. Usa-me."
Eu não quis usar o quer que seja que me tenha chamado, ou talvez tenha querido sub-conscientemente, não sei. Na altura pensei que fosse apenas os nervos. Fosse o que fosse eu só sei que perdi os sentidos. Quando voltei a mim eu jazia sentado, tinha garras como mãos. Garras bem ensanguentadas. Os cinco ou seis piratas jaziam agora em vários pedaços à minha volta. Talvez noutra altura eu tivesse ficado chocado, mas não tinha tempo, tinha de ver onde é que Mariana estava. Vi-a encostada a uma árvore, com a cara toda cheia de sangue. Esperei que fosse como eu, que estava coberto de sangue de outros, mas rapidamente vi que não. Três cortes profundos deixavam a sua marca na cara dela. Ao aproximar-me ela afastou-se e ai eu percebi que a causa tinha sido eu. Tive medo... Eu queria protege-la, mas obviamente que não conseguia... Eu tinha dentro de mim o mesmo que a minha mãe tinha. E então vi-o pela primeira vez. Uma copia de mim, com os cabelos pretos em vez de loiros ao de longe, a observar-me, a rir-se...
Ai eu fugi, fugi e nunca mais voltei. Encontrei o barco dos piratas. Era quase uma canoa, digamos de passagem. Remei até não poder mais, para fugir daquilo, mas estou a ver que não resultou, pois estás aqui comigo neste momento. Talvez seja só eu a desidratar e a alucinar. Mas eu vejo-te claramente. Porque não falas? Bem, não interessa, espero que tenha pelo menos conseguido protege-la de mim próprio...
"Vamos nos divertir."
[/i]

[/i]
Outras Informações:


Spoiler:


Organização: Nenhuma

Itens:Nenhuns

Z: 10.000

Pets:Nenhum



Informação de Batalha:


Spoiler:


Akuma No Mi/Zanpakutou/Kekkei Genkai: Nenhum

Rank: H

Energia/Ki/Chakra/Reiatsu: 40 Energia

Stamina: 20 stamina

Atributos:

Spoiler:

Velocidade: 6
Força:6
Resistência:6
Poder Espiritual:10
Mestria de Armas:2

Técnicas:

Spoiler:

Nome da Técnica: Dark Bullet - Arremessa uma bola de energia negra que acerta no oponente e o aleija ligeiramente
Gastos: Energia: 4
Rank: G

Nome da Técnica: Dark Pulse - Sai uma aura negra que empurra toda a gente à volta um curto espaço
Gastos: Energia: 6
Rank: G

Nome da Técnica: Dark Punch - A energia negra enrola-se á volta do braço de Marcus aumentando-lhe a força do murro.
Gastos: Energia: 5, Stamina: 3
Rank: F

Transformações:

Spoiler:



_________________
You've got to be crazy! It's too late to be sane. 'Cause, you're only given a little spark of madness...
And if you lose that, you're nothing

My Manga List
Ver perfil do usuário

2 Re: [Pirata] Marcus Steel em Sex Jan 31, 2014 1:17 am

avatar
Makaveli
Legendary
Legendary

Aceite.


_________________


[23:11:07] Black Bullet : eu tava a ver se te comia a torre
Ver perfil do usuário

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum

.Criar fórum grátis | © PunBB | Fórum grátis de ajuda | Fale conosco | Assinalar uma queixa | Criar um fórum.