Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo Mensagem [Página 1 de 1]

avatar
Drizzy
Administrador
Administrador

Este é um tópico que tinha em mente fazer já há algum tempo. Só uma coisa antes de começar esta análise da personagem Naruto, não pretendo que levem isto a coração, quer seja em termos da personagem ou do manga Naruto. Não pretendo que isto afete o vosso gosto pela personagem ou pelo manga Naruto. No entanto, isto é a minha percepção da personagem. Não fiz esta análise sozinho, tive inspiração, digamos, de vários websites e posts que por aí encontrei.

Spoiler:

Apresento-vos Naruto Uzumaki. A versão da maioria parte 1 do manga, pelo menos. Esta era uma altura onde a personagem Naruto tinha o objetivo de se tornar Hokage, o mais forte da sua vila, querer ser aceitado e respeitado. O seu objetivo era isso apenas e ele estava disposto a fazer tudo para atingir esse objetivo.

Passando uns longos capítulos à frente, houve uma altura em que o Naruto e o Sasuke tiveram uma discussão. O Sasuke sendo o seu melhor amigo, naquele tempo. A discussão levou a uma luta e no final desta, Sasuke abandonou a vila. O Naruto aceitou o facto que o seu objetivo não era tornar-se Hokage apenas, mas sim salvar o seu amigo.

No início do Shippuden (vou referir a parte 2 como Shippuden), o Naruto deixou bastante claro que o seu objetivo era salvar o Sasuke, não importa o que isso significasse. Salvá-lo da escuridão. Nesta altura, o Naruto do início da parte 1 desapareceu. E para muitos, o Naruto do fim da parte 1 era de quem muitos gostavam, apenas pelo simples facto de que queriam ver como a relação Naruto-Sasuke se iria desenrolar e queriam ver a quase certa batalha final que acabarão por ter.

O objetivo do Naruto no Shippuden é feito óbvio tanto pelo Kishimoto como pela própria personagem. O resgate do Sasuke, porque originou do seu objetivo inicial, que era de se tornar Hokage. Digamos que ele pensa que como se poderá tornar Hokage se não consegue sequer salvar um dos seus amigos. Contudo, é contestável qual o seu objetivo principal durante o resto da história. É contestável se é tornar-se Hokage ou salvar o Sasuke. Atualmente, ironicamente, o Sasuke não necessita de ser salvo porque foi deixado implícito que ele mudou de lado (novamente) e prepara-se para salvar o mundo juntamente com o Naruto da Kaguya. E por causa disto, o Naruto já não necessita de salvar o Sasuke, por isso esse objetivo já não existe. E se isso não fosse suficiente, esta personagem que ele tentava salvar agora tem o mesmo objetivo que o objetivo inicial do Naruto: tornar-se Hokage. E agora isto será um motivo para a batalha final que a maioria dos fãs de Naruto esperavam.

Acabei de dar um exemplo de como o objetivo do Naruto foi mudando ao longo do manga. A sua mudança de objetivo é controversa, visto que vários gostaram e muitos outros não gostaram. E isso já se era de esperar. O objetivo do Naruto mal começamos a ler o manga é tornar-se Hokage. E este é o primeiro aspeto que se tem que analisar. Este objetivo é bom. O seu objetivo de salvar o Sasuke só entrou na história até muito mais tarde, mas objetivos podem mudar, isto é óbvio. Mas o problema é que estes dois objetivos misturaram-se ao longo da história, pelas más razões, e muito frequentemente.

Para dar um exemplo fresco disto, estes dois objetivos acabam por se cancelar um ao outro. Quando a Kaguya se torna relevante na história, o Sasuke já não é mais malvado ao ponto que o Naruto necessita para o fazer regressar. Por isso esse objetivo, já não é mais relevante, já não é mais necessário. E agora o objetivo do Sasuke é tornar-se Hokage. O que significa que o objetivo inicial do Naruto está agora a ser interferido ligeiramente pelo objetivo que o Naruto criou no Shippuden/final da parte 1. Ou seja, estes dois objetivos misturam-se de uma forma ridícula e estúpida. E isso é estúpido porque nenhuma pessoa após uma conversa de cinco minutos muda drasticamente de lado após passar mais de quatrocentos capítulos a afirmar com certeza que queria destruir por completo a sua própria vila. Agora é completamente diferente e em vez de a destruir, quer levá-la até ao sucesso. Os problemas com o Sasuke ficam para a próxima mas apenas referi isto porque isto traz um grande problema.

Agora os ideais de ambos vão colidir, mas não da forma que muitos inicialmente estavam à espera. Estava-se à espera dos ideais de escuridão do Sasuke e da sua forte intenção de matar o Naruto e o objetivo e fortes intenções fortes do Naruto de salvar o Sasuke e a vila colidem-se. Agora já não iremos receber isto.

Este foi o primeiro aspeto que quis tratar relativamente à personagem do Naruto e à crítica à capacidade de escrita do Kishimoto. Com certeza o meu argumento mais fraco deste longo texto, mas continua a ser suportado não por uma interpretação subjetiva da obra, mas sim por factos. Continuando para o meu segundo argumento, quero esclarecer algo que já utilizei para discutir várias vezes. Vou por aqui 3 definições de três palavras, "destiny", "prophecy" e "fate". Em inglês, visto que a tradução do manga que li estava em inglês e seria mais correto abordar estas três palavras tendo em conta que o português não faz distinção entre "destiny" e "fate".

Destiny:
1. something that is to happen or has happened to a particular person or thing; lot or fortune. / algo que vai acontecer ou já aconteceu a uma pessoa ou coisa particular; fortuna ou lotaria
2. the predetermined, usually inevitable or irresistible, course of events. / o já determinado, normalmente inevitável ou irresistível, curso de eventos
3. the power or agency that determines the course of events. / o poder ou agência que determina o curso de eventos.

Prophecy:
1. the foretelling or prediction of what is to come. / a previsão do que virá a acontecer
2. something that is declared by a prophet, especially a divinely inspired prediction, instruction, or exhortation. / algo que é declarado por um profeta, especialmente uma previsão divinamente inspirada, instrução ou exortação
3. a divinely inspired utterance or revelation: oracular prophecies. / a divinamente inspirada elocução ou revelação: profecias oraculares
4. the action, function, or faculty of a prophet. / a ação, função ou faculdade de um profeta

Fate:
1. something that unavoidably befalls a person; fortune; lot / algo que inevitavelmente recai sobre uma pessoa; fortuna; lotaria
2. the universal principle or ultimate agency by which the order of things is presumably prescribed; the decreed cause of events; time / o princípio universal ou derradeira agência pela qual a ordem das coisas é presumivelmente prescrita; a decretada causa de eventos; tempo
3. that which is inevitably predetermined; destiny / aquilo que é inevitavelmente predeterminado; destino
4. a prophetic declaration of what must be / a declaração profética do que tem que ser

Reparem como várias das palavras são comuns às definições das três palavras. Por outras palavras, isto significa que estas três palavras fortemente influam-se a si próprias.

Agora com isto em mente, a razão pela qual a personagem do Naruto Uzumaki é uma má personagem, e é uma personagem que necessita de ser re-avaliada por parte de muitas pessoas, é devido ao facto que o Naruto da parte 1 e o Naruto do Shippuden são personagens completamente diferentes. Não em termos de personalidade, mas sim em termos de como o Kishimoto os apresenta. O Naruto como personagem nunca foi uma má personagem, verdadeiramente, até que chegou a um ponto específico no Shippuden, esse ponto sendo a conversa entre os sapos no Monte Myoboku, em que este profeta que o Naruto é a criança da profecia.

Contudo, o Naruto da parte 2 sendo a criança da profecia não faz ligação absolutamente nenhuma com o Naruto da parte 1. Porque este Naruto era o mesmo que por todos os meios negava este conceito de destino, de profecia, de eventos já predeterminados que o Neji originalmente demonstrou. E no contexto da história de Naruto, foi isto que se tornou relevante. E o que é que a parte 2 nos diz? Que o Naruto é verdadeiramente a criança da profecia, que o Naruto é verdadeiramente esta criança cujo destino é revolucionar o mundo, que é categorizado como paz.

Com isso, quando olham para a parte 1, temos uma personagem que completamente refuta isso, especialmente com a sua luta com o Neji e toda a sua "viagem" para tentar conquistar esse conceito do destino através do esforço e trabalho duro. Isso é algo bom, algo que estava a ser utilizado de uma boa forma no contexto da história.

Teria sido aceitável se o Kishimoto tivesse metido este dilema da profecia na parte 1. E depois, na parte 2 teríamos uma continuação e mais desenvolvimento disso, e não teríamos dois temas completamente opostos nas duas partes do manga. Não teríamos um tema onde é nos demonstrado que o trabalho duro e o esforço consegue mudar o destino na parte 1. E não teríamos um tema na parte 2 onde o Naruto era a criança da profecia, era a personagem com um destino, era a personagem onde não importa o que fizesse, já estava tudo predeterminado. Ambas as perspetivas colidem e anulam-se uma à outra. E por causa disso, a personagem do Naruto não tem forma como evoluir. É como se tivéssemos uma estrada vazia e de cada lado vinha um carro a alta velocidade. Ambos colidiam e cancelavam-se, dando origem a nada. Era apenas pó, apenas traços dos carros aqui e ali, mas nada de muito significativo, como se tivesse vazio.

O Naruto na parte 1 era uma representação bastante semelhante à personagem do Rock Lee. O Lee é uma personagem dentro do manga de Naruto que é bastante apreciado pela maioria dos fãs do manga. Porque ele trabalha, porque ele se esforça. Porque muitas pessoas são capazes de sentir o mesmo que o Rock Lee sente. Apesar de em termos de poder ele estar obviamente bastantes níveis acima de um humano real, ele ainda tinha os seus limites tal como um humano normal tinha. Ele representa alguém que foi capaz de ultrapassar os seus limites através de esforço e trabalho duro apenas. Esse é o Rock Lee e essa ideologia também era representada pelo Naruto. Ele treinou intensamente para aprender o Kage Bunshin, treinou intensamente para aprender o Kinobiri, treinou intensamente para aprender o Rasengan. Ele sempre treinou para aprender tudo, e nós vemos isto claramente na parte 1.

Contudo, na parte 2 o sapo diz-lhe que ele é a criança da profecia. E segundo as definições acima apresentadas, ele é a criança que inevitavelmente trará paz ao planeta. Ele é a criança que está predeterminado a conquistar isso. E como vimos, é algo que é predeterminado, que irá acontecer. E depois temos o sapo a dizer que ele vai fazer isto tudo, inevitavelmente, ele é suposto fazer isso, é o seu destino, está profetizado, está predeterminado. Essa é a posição do Naruto na parte 2. O Naruto na parte 2 representa a ideologia do Neji durante o Chuunin Shiken. E notem a escolha de palavras que usei. Eu disse que ele representa, não que tem a mesma ideologia. Ele representa a ideologia que o destino é a única coisa importante e que não importa o que ele faça, já está predeterminado a acontecer. E isso, não importa a forma como olhem para isso, retira-lhe mérito.

E não, ele não se esforçou na parte 2, tecnicamente. Ele esforçou-se porque antes de falar com o sapo, ele não sabia que era a criança da profecia. Até atualmente, ele provavelmente não se importa se é a criança da profecia ou não. Mas ainda é um facto relevante. Porque mesmo que ele se tenha esforçado, a definição destas palavras claramente afirmam que é o seu destino, é o que ele é suposto fazer, já está predeterminado, ele VAI chegar lá, ele VAI alcançar isso. E não importa que se tinha treinado ou não, porque a definição das palavras é clara. Mesmo que tivesse o manga inteiro a não fazer nada, não importava, porque estava predeterminado que um dia ele ia alcançar aquilo. Isto é um facto, compreendam que destino e profecia não são coisas que venham com condições. Não é algo que se diga assim "Tu estás destinado a salvar o mundo... mas pera aí, só podes fazer isso se te esforçares bastante. Está destinado, está predeterminado, ele vai conseguir salvar o mundo! M-Mas apenas se ele se esforçar. Porque se não se esforçar... não vai acontecer tão bem como se se esforçasse?". Não, não funciona assim, não traz condições. Está predeterminado, ponto final. Se se dissesse que ele teria que se esforçar para conseguir cumprir o seu destino, então isso já não seria o seu destino.

E dentro do contexto da história do manga, poderia-se afirmar que é o destino do Sasuke tornar-se bom novamente e regressar à vila? Porque o Naruto está destinado a conquistar o seu objetivo, e o seu objetivo era resgatar o Sasuke. Isso significa que o regresso à vila do Sasuke é o seu destino, então? E que era o destino o Naruto e o Sasuke terem a batalha final?

E o motivo pela qual o destino é um tema importante em Naruto, é por causa daquele assunto da reencarnação. Do Asura e Indra, os filhos do Deus do mundo de Naruto, o Rikudou Sennin. Asura e Indra, Hashirama e Madara, Naruto e Sasuke. A linha continua. Era o destino do Naruto (e do Sasuke) nascer e fazer tudo que ele fez. E há alguma coisa que destrói por completo o tema do destino dentro do manga de Naruto, além daquela luta com o Neji? Não. E é por isso que o destino é um tema importante em Naruto.

E isso é importante porque é esse tema do destino que introduz a maior falha da personagem do Naruto. Porque destrói por completo a inicial caracterização da personagem, porque ignora o desenvolvimento que a personagem recebeu durante a primeira parte do manga. Todo o desenvolvimento que demonstrou na primeira parte e até algum do início do Shippuden agora é inútil e pode muito bem ser descartado. Sendo as únicas exceções as lições de vida que aprendeu. Aprendeu algumas via experiência, mas esse não é o seu destino, pois não? Não era o seu destino aprender essas lições de vida, o destino apenas claramente diz que ele um dia trará paz ao mundo. Em vez de deixar em aberto para o personagem alcançar tudo que quer, tudo que consegue, não, introduz-se o destino que claramente diz que ele fará isso, ponto final.

O facto é que um sapo disse que o Naruto é a criança da profecia. É o mais simples que posso chegar. Isto é um facto. E que não importa os meios, ele vai concretizar essa profecia. E visto que o Naruto tem um destino, todos que conviveram com ele foram afetados por este e são apenas um meio para o Naruto atingir o seu destino. Porque não se pode mexer numa personagem sem afetar todas as outras que convivem com esta.

Eu não desgosto da personagem Naruto pela sua atitude, pelos seus momentos ou pela sua personalidade. Eu desgosto da personagem Naruto por causa da ridícula e completamente estúpida forma como o Kishimoto escreveu a personagem e a inseriu dentro da sua história.


_________________
Ver perfil do usuário
avatar
Alex
Fundador
Fundador

OMG. Nunca vi um hater tão dedicado ao hate.


_________________
Ver perfil do usuário
avatar
Drizzy
Administrador
Administrador

Obrigado por não leres os meus argumentos.

Uma análise não é hate, eu até referi coisas boas aqui. Aposto que também achas que a minha análise do Goku é apenas fanboyismo e que nunca viste um fanboy tão dedicado ao fanboyismo. Please, tenta ser maduro, fiz uma análise sobre uma personagem, não quer dizer que seja hate.


_________________
Ver perfil do usuário
avatar
Alex
Fundador
Fundador

O primeiro e principal objectivo de Naruto foi sempre sempre que a Vila o visse como uma pessoa normal. E não como a raposa de nove caudas. E, sem dúvida que o melhor path para isso era ser Hokage. Contudo, houve algo que mudou. O Naruto começou a dar mais valor ao reconhecimento do Sasuke para com ele do que ao reconhecimento das outras pessoas. Assim, quis sempre agradá-lo. Isso acabou por criar um bond forte, visto que o Sasuke acabou por reconhecer as suas capacidades no CS ao dizer que o Naruto era uma das pessoas que ele queria enfrentar.

Depois o golpe final foi quando o Sasuke disse que o sonho do Naruto de ser Hokage era um sonho estúpido se o Uzumaki nem conseguia salvar um único amigo.

Primeiro "problema" resolvido.

Agora em relação a isso da profecia começo já por dizer que em Naruto a definição de fate é diferente. No combate do Neji isso do destino é destruído, sendo que o destino não decide nada se não nos esforçarmos-nos.

E isso "repete-se" na parte da profecia dos sapos. O Naruto não foi eleito logo a criança da profecia. Ninguém sabia se era o Nagato ou o Naruto. E isso deu muito mais importância à batalha. Por isso, o destino da profecia só iria favorecer quem demonstrasse mais trabalho entre o Nagato e o Naruto. E o Naruto ganhou. E porquê? Porque treinou para isso. Ponto final.


_________________
Ver perfil do usuário
avatar
Drizzy
Administrador
Administrador

Slim escreveu:O primeiro e principal objectivo de Naruto foi sempre sempre que a Vila o visse como uma pessoa normal. E não como a raposa de nove caudas. E, sem dúvida que o melhor path para isso era ser Hokage. Contudo, houve algo que mudou. O Naruto começou a dar mais valor ao reconhecimento do Sasuke para com ele do que ao reconhecimento das outras pessoas. Assim, quis sempre agradá-lo. Isso acabou por criar um bond forte, visto que o Sasuke acabou por reconhecer as suas capacidades no CS ao dizer que o Naruto era uma das pessoas que ele queria enfrentar.

Depois o golpe final foi quando o Sasuke disse que o sonho do Naruto de ser Hokage era um sonho estúpido se o Uzumaki nem conseguia salvar um único amigo.

Primeiro "problema" resolvido.

Como é que isso foi resolvido mesmo? Isso foi exatamente o que eu referi. Eu tou a falar que ambos os objetivos colidem de uma maneira estúpida. Lê com mais atenção.

Agora em relação a isso da profecia começo já por dizer que em Naruto a definição de fate é diferente. No combate do Neji isso do destino é destruído, sendo que o destino não decide nada se não nos esforçarmos-nos.

E isso "repete-se" na parte da profecia dos sapos. O Naruto não foi eleito logo a criança da profecia. Ninguém sabia se era o Nagato ou o Naruto. E isso deu muito mais importância à batalha. Por isso, o destino da profecia só iria favorecer quem demonstrasse mais trabalho entre o Nagato e o Naruto. E o Naruto ganhou. E porquê? Porque treinou para isso. Ponto final.

Isso não é desculpa. Se há uma definição para destino diferente em Naruto, o Kishimoto tinha a obrigação de a apresentar. Isso não é um facto, é uma interpretação tua. O que eu referi, no entanto, são definições concretas das palavras.


_________________
Ver perfil do usuário
avatar
Alex
Fundador
Fundador

Em primeiro lugar. Assim os objectivos colidem. Se o objectivo dele era agradar as pessoas e se queria agradar principalmente o Sasuke, faz sentido que quando este muda de lado, o Naruto queira trazê-lo de volta.

Em segundo lugar, o Kishi apresenta isso quando o Neji diz que o destino é ele ganhar e perde :what: Tal como o destino da profecia estava pendente consoante o resultado do combate.


_________________
Ver perfil do usuário
avatar
Drizzy
Administrador
Administrador

Slim escreveu:Em primeiro lugar. Assim os objectivos colidem. Se o objectivo dele era agradar  as pessoas e se queria agradar principalmente o Sasuke, faz sentido que quando este muda de lado, o Naruto queira trazê-lo de volta.

Não vale a pena se não percebes o que quis dizer. É esse o principal problema, o facto do Sasuke regressar é estúpido. Porque os ideais deles eram suposto colidir, não porque ambos querem ser Hokage, mas antes que os ideais negros do Sasuke iriam colidir com o desejo do Naruto fazê-lo regressar.

Em segundo lugar, o Kishi apresenta isso quando o Neji diz que o destino é ele ganhar e perde :what: Tal como o destino da profecia estava pendente consoante o resultado do combate.

Então isso significa que o destino do Naruto é ele ganhar e ele perde? :what:


_________________
Ver perfil do usuário
avatar
Alex
Fundador
Fundador

Os ideais do Sasuke mudaram porque percebeu o verdadeiro objectivo do irmão mais velho.

Nop. Vence quem trabalhar mais para isso.


_________________
Ver perfil do usuário
avatar
Drizzy
Administrador
Administrador

Slim escreveu:Os ideais do Sasuke mudaram porque percebeu o verdadeiro objectivo do irmão mais velho.

E é estúpido ele perceber isso em 5 minutos. De qualquer forma, isso é irrelevante. Não se está a falar dos ideais do Sasuke, mas sim dos objetivos do Naruto e da forma como o Kishimoto os escreveu.

Nop. Vence quem trabalhar mais para isso.

Não foi isso que foi predeterminado pela profecia.


_________________
Ver perfil do usuário
avatar
Alex
Fundador
Fundador

Doc. escreveu:
Slim escreveu:Os ideais do Sasuke mudaram porque percebeu o verdadeiro objectivo do irmão mais velho.

E é estúpido ele perceber isso em 5 minutos. De qualquer forma, isso é irrelevante. Não se está a falar dos ideais do Sasuke, mas sim dos objetivos do Naruto e da forma como o Kishimoto os escreveu.

Nop. Vence quem trabalhar mais para isso.

Não foi isso que foi predeterminado pela profecia.

5 minutos? A mudança começou quando o Obito lhe disse a verdade. Depois o Sasuke falou com irmão em Edo e depois ainda falou com os Kages. Só depois é que mudou de opinião.

Foi sim. Porque a profecia estava pendente do resultado do combate. Se o Nagato ganhasse seria ele a criança da profecia. E o Naruto mudou o mundo, mal venceu o Nagato, por isso a profecia foi quase inútil.


_________________
Ver perfil do usuário
avatar
Drizzy
Administrador
Administrador

Slim escreveu:5 minutos? A mudança começou quando o Obito lhe disse a verdade. Depois o Sasuke falou com irmão em Edo e depois ainda falou com os Kages. Só depois é que mudou de opinião.

Não colega. Ele até falar com os Kages tinha o objetivo na mente de destruir Konoha a todo o custo. Depois de falar com os Kages é que mudou de opinião. Numa conversa de cinco minutos. E tal como disse, os ideais do Sasuke são irrelevantes, por isso não sei porque tás a pegar nisso em vez de tudo o resto no meu post.

Foi sim. Porque a profecia estava pendente do resultado do combate. Se o Nagato ganhasse seria ele a criança da profecia. E o Naruto mudou o mundo, mal venceu o Nagato, por isso a profecia foi quase inútil.

O Nagato nunca foi a criança da profecia nem nunca poderia ser, independentemente do resultado do combate, e isso foi apenas confirmado mais tarde quando se viu que o Naruto era a reencarnação do Asura. A profecia foi quase inútil desde quando, mesmo? A partir do momento que se dita que o Naruto é o resultado da profecia, retira-lhe a maioria do mérito.


_________________
Ver perfil do usuário
avatar
Alex
Fundador
Fundador

O Nagato poderia ser porque a profecia dizia apenas que iria mudar o mundo. Poderia se de forma positiva (Naruto) ou negativa (Nagato). E ao vencer o Naruto consagrou-se como a criança da profecia como mudou o mundo, chegando ao final da profecia. Logo, foi quase o Naruto que ditou a profecia. E isso do Ashura é uma questão de plot e não tem nada a ver com isto dos sapos.


_________________
Ver perfil do usuário
avatar
Drizzy
Administrador
Administrador

Slim escreveu:O Nagato poderia ser porque a profecia dizia apenas que iria mudar o mundo. Poderia se de forma positiva (Naruto) ou negativa (Nagato). E ao vencer o Naruto consagrou-se como a criança da profecia como mudou o mundo, chegando ao final da profecia. Logo, foi quase o Naruto que ditou a profecia. E isso do Ashura é uma questão de plot e não tem nada a ver com isto dos sapos.

Irrelevante. Vai ler a definição que postei. Uma profecia é algo irreversível, algo inevitável, quem a concretiza não pode ser mudada. Foi sempre o Naruto quem a iria concretizar, o sapo apenas não sabia quem iria cumprir a profecia.


_________________
Ver perfil do usuário
avatar
Alex
Fundador
Fundador

Não de acordo com Naruto.


_________________
Ver perfil do usuário
avatar
Drizzy
Administrador
Administrador

Não vejo nenhuma definição dentro do manga sobre profecia ou numa entrevista do Kishimoto para fazeres tal afirmação.

Não sei porque estás a defender a personagem, quando tu próprio já disseste que não gostas dele.


_________________
Ver perfil do usuário
avatar
Alex
Fundador
Fundador

Doc. escreveu:Não vejo nenhuma definição dentro do manga sobre profecia ou numa entrevista do Kishimoto para fazeres tal afirmação.

Não sei porque estás a defender a personagem, quando tu próprio já disseste que não gostas dele.

É uma questão de ver o Manga. Se o Naruto estava destinado a perder contra o Neji e não aconteceu, então na minha opinião o destino é algo irrevelante nesse Manga.

E em relação a gostar da personagem, cada vez gosto mais. E isso é algum tipo de argumento? Deves estar mesmo à rasca, então.


_________________
Ver perfil do usuário
avatar
Drizzy
Administrador
Administrador

Slim escreveu:
Doc. escreveu:Não vejo nenhuma definição dentro do manga sobre profecia ou numa entrevista do Kishimoto para fazeres tal afirmação.

Não sei porque estás a defender a personagem, quando tu próprio já disseste que não gostas dele.

É uma questão de ver o Manga. Se o Naruto estava destinado a perder contra o Neji e não aconteceu, então na minha opinião o destino é algo irrevelante nesse Manga.

E em relação a gostar da personagem, cada vez gosto mais. E isso é algum tipo de argumento? Deves estar mesmo à rasca, então.

O Naruto nunca esteve destinado a perder coisa nenhuma. O conceito de destino na luta contra o Neji foi sobre o clã Hyuga e relativamente ao Naruto querer se tornar Hokage, que apenas aqueles que eram destinados se tornariam Hokage e que o Naruto tentaria chegar a Hokage através de trabalho duro. E depois na parte 2 essa parte do trabalho duro é deitada pela janela fora com a profecia, visto que ele já estava destinado a ser Hokage desde o princípio.

Eu tenho umas cinquenta linhas no main post cheias de argumentos, lol, apenas não percebo o porquê de estares a ignorar factos.


_________________
Ver perfil do usuário
avatar
Alex
Fundador
Fundador

Eu é que não percebo. Só abres olhos a defeitos. E não consegues ver para além do que é escrito e tirar outras conclusões. Nem tudo tem de ser tão racional.


_________________
Ver perfil do usuário
avatar
Drizzy
Administrador
Administrador

Quais defeitos? Se abrisse olhos apenas a defeitos, não tinha dado 7 ao manga e 8 ao Hidden, tava tudo nas negas. E tu estás a usar essa desculpa para defenderes apenas. "Tirar outras conclusões" é algo subjetivo. O que eu apontei é algo objetivo, é um facto que foi dado no manga e não importa as "conclusões" que tires, não há nada que vai mudar isso.


_________________
Ver perfil do usuário
avatar
Alex
Fundador
Fundador

Claro que importa. Nem tudo está à vista, Drizzy. Os factos não são tudos.


_________________
Ver perfil do usuário
avatar
Drizzy
Administrador
Administrador

Claro que não são, mas na maioria das vezes são mais importantes do que interpretações pessoais. E neste caso, esta não é uma situação que necessita de interpretações diferentes.


_________________
Ver perfil do usuário

Conteúdo patrocinado

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum

.Criar um fórum | Arte, Cultura & Lazer | Outros | © PunBB | Fórum grátis de ajuda | Fale conosco | Assinalar uma queixa | Fórum grátis.